Ir direto para conteúdo
Início do Conteúdo

Sistemas Web Solicite o orçamento

E-Commerce. B2C - Business to Consumer. Loja Virtual.

Sem pagamento  de aluguel ou taxas mensais e podendo ter uma cópia ou o código-fonte. Grandes Cases.  Há mais de 16 anos, criando e desenvolvendo Lojas Virtuais B2B e/ou B2C dentro do universo do mercado eletrônico.

B2C é o comércio eletrônico entre a empresa e o consumidor pela internet, sem intermediários. Negócio direto com consumidor. Também chamado de e-commerce, e-business, e-marketing, loja virtual, comercio eletrônico. A diferença entre um projeto B2C e um B2B (Business to Business) é que, enquanto o primeiro diz respeito ao comércio entre uma empresa e um consumidor, o B2B se trata da comercialização entre duas empresas. Tanto o B2B quanto o B2C são lojas virtuais, ou e-commerces.

 

B2C ou B2B? B2C e B2B. Qual a diferença? O que fazer?

Para decidir a opção recomenda-se uma análise análise completa da forma que o produto ou serviço da sua empresa chega ao consumidor final, podendo contar com nossa ajuda para isto.

A venda pode acontecer para outras empresas com mais uma opção de comprar seus produtos e serviços através de uma Loja Virtual B2B e nela ter políticas e tabelas comerciais bem definidas e até mesmo distintas de acordo com o perfil de cada comprador, com tabelas de preço e condições comerciais por conta de localização, periodicidade, volume de compra, interesse comercial entre outros. Cada comprador após passar pela etapa do login e senha, vencida a primeira etapa da aprovação do cadastro, terá acesso às condições comerciais de acordo com o perfil dele; As políticas comerciais para aprovação de cadastro da primeira compra seguirão as políticas da sua empresa.

O sistema pode ser integrado a um Sistema de Gestão (ERP), Sistemas Logísticos, Meios de Pagamento (Gateway), Sistemas de Análise de Riscos, Televendas, e outros Sistemas Legados que sua empresa utilize além de alguns específicos utilizados por sua empresa. Isto também é válido para as soluções B2C.

Sistemas customizados permitem que sua empresa tenha a solução B2B e B2C e uma única plataforma de comércio eletrônico / loja virtual. Com as variações necessárias pela oportunidade e necessidade das oportunidades de negócios da sua emprea.

Ao optar por um sistema B2C toda a análise já feita anteriormente para uma solução B2B é válida e levando em consideração fortemente o aspecto de canibalização de canais, pois ao oferecer diretamente os produtos e serviços ao consumidor final poderá haver redução de venda pelos canais que pode estar usando como : Distribuidores, Representantes, Lojistas e outras forma que podem estar com relação trabalhista diretamente com sua empresa ou não.

Dentro deste modelo de Comércio Eletrônico B2C existem algumas opções que pode oferecer em paralelo para seus canais de venda que antecedem o consumidor final.

  1. Dar a opção do Ponto de Venda fazer parte da venda final, transferindo dentro do seu portal de vendas, a transação para o ponto de venda que operará dentro do sue portal porém com esta etapa final integrada aos sistemas comerciais do ponto de venda, e a toda a transação, estoque e entrega é feita pelo ponto de venda. Exemplo Loja Virtual Mercedes Benz para venda de Auto-Peças de Caminhões http://www.vm2.com.br/portfolio-detalhe/mercedes-benz-e-commerce .
 
  1.  Fazer toda a transação no seu portal porém repassando uma parte do valor da venda  para o responsável pelo Distribuidor/Representante/Loja (Ponto de Venda) da região da localização do comprador.
  
  1.  Outras formas híbridas a serem estudadas de acordo com o mercado e segmentação da  sua empresa. 

Sobretudo, com a opção definida de uma Loja Virtual B2C , para através do comércio eletrônico fazer as vendas da sua empresa, nossa plataforma também atende integralmente e será customizada para suas necessidades com todas as integrações necessários com excelente design criativo exclusivo.

 

 

 

E-Commerce, por onde devo começar para ter um?

Com o forte crescimento da internet e em especial do e-commerce, muitas empresas, independente de porte ou segmento se questionam sobre abrir o leque ou não, idem para pessoas físicas.

Vamos ver algumas alternativas possíveis:

  • usar um software gratuito à disposição na internet;
  • usar um software gratuito vinculado a algum provedor de hospedagem
  • uma das opções acima procurando uma empresa de criação digital para ter um layout diferenciado.
  • as 03 acima procurando uma empresa especializada em sistemas web para colocar novas funcionalidades de acordo com a necessidade da empresa e do público alvo
  • pagar aluguel do software de e-commerce para uma empresa que já tenha soluções desenvolvidas, que normalmente tem um valor fixo, mais uma variável por visitação, venda, etc.
  • contratar uma empresa especializada em criação digital e outra de sistemas web para fazer uma ferramenta própria.
  • contratar uma empresa especializada para criar uma solução completa de criação digital e sistemas web.
  • depois disto tudo, pensar em uma estratégia de divulgação para quando a solução estiver pronta, e novamente pode se achar empresas complementares ou uma única empresa que reúna todas as soluções juntas.

O que devo fazer então?

Avaliar possibilidade de investimento, retorno, grau de evolução do negócio, escalabilidade da solução apresentada, clientes e cases, etc, e sobretudo a capacidade de divulgação da empresa a ser contratada para a alternativa escolhida.

 

Avaliar possibilidade de investimento, retorno, grau de evolução do negócio, escalabilidade da solução apresentada, clientes e cases, etc, e sobretudo a capacidade de divulgação da empresa a ser contratada para a alternativa escolhida.

 

A Agência VM2 pode acompanhar com você todos os passos a seguir, chegando às estratégias completas de divulgação pois também trabalhos com Ações de Convergência.

Desde o ano 2000, mais de 2.500 projetos entregues, a Agência VM2 está pronta para desenvolver lojas virtuais para clientes dos mais variados portes e segmentos.

 

Já fomos responsáveis pelo desenvolvimento de e-commerces, -business, B2B e B2C, como: Marisa, Mercedes-Benz, Ticket360, Mistral, Educonix, Sonda Supermercados, Atlas, Pirelli - Planeta Performa, BIC SRM, Antilhas, TivolliSports, Telewin Shop, Loja do Chocolate, FlorQDiz, MeuEspelho, WeddingGift, Elas Usam, Sharpener e Golden Distribuidora, Doces Malu, Cobra Rolamentos, Gertec, Bellfone, Editora Gente, W Pillow, Politec Saude, Fit4 e Reebok Fitness , Vitaderm , Videolar e muitos outros.

Conjuntamente analisamos também possibilidades para sustentação da operação determinando fases escalonadas ou acontencendo em paralelo como   atualização e manutenção de sites e portais   através de  CMS   ou não    midia digital      midias tradicionais    redes sociais       links patrocinados   ou S.E.M. (Search Engine Marketing -SEM)   SEO (Search Engine Optimization - S.E.O.)        e-mail marketing     hotsites      marketing de incentivo      CRM         gameficação   com jogos on ou offline     blog próprio        treinamento à distância para toda a força de vendas, distribuição e pontos de venda   (e-learning ou EAD)    aplicativos       planejamento digital        atendimento online        endomarketing    forum de discussão        BI       inteligência e pesquisas de mercad     intranet  extranet     promoção comercial     marketing de relacionamento     marketing viral    gerenciamento e monitoramento de  midias sociais     mobile marketing     employer brand ou employer branding     sistemas web diversos     projetos de criação      projetos parciais ou completos de usabilidade  , UX e nomes similares usados,    responsive design  (versão responsivo)    vinhetas      enfim todo um   planejamento     bem estruturado para todo o projeto.  E até mesmo antes de todas estas fases, se preferir, pode ser elaborado um completo  pré-projeto digital   para levantar as necessidades e oportunidades.

Alguns exemplos:

Dez motivos para investir no comércio eletrônico:

  1. Possibilidade de vendas 24 horas por dia, sete dias por semana;
  2. Vendas sem limites geográficos.
  3. Custo de manutenção mais baixo que loja física;
  4. Economia do país aquecida, aumentando o poder de consumo;
  5. Barateamento da banda larga potencializando o mercado;
  6. Brasil é o sexto país em vendas online no mundo;
  7. Possibilidade de trabalhar em paralelo com loja física;
  8. Mercado online mais consolidado do que nunca;
  9. Resultados altamente mensuráveis;
  10. 86,3% do consumidor online satisfeito.

Evolução do E-commerce no Brasil. Até 2016 o Brasil deverá ser o quarto maior mercado desta modalidade a nível mundial.

Como funciona na VM2

Trabalhando com quatro frentes, a Agência VM2 possui a expertise necessária para desenvolver um e-commerce completo para sua empresa cuidando desde o desenho do layout, passando pelo planejamento de marketing online e usabilidade, até a programação de sistemas exclusivos.